Frances Ha, um filme sobre amizades nocivas

Frances Ha

Este texto contém SPOILERS!!! pronto, avisei.
 
Frances Ha é um filme de 2013, que fala sobre uma fase da vida onde você ainda não sabe se é quem realmente quer ser, já paga suas próprias contas, mas mal tem dinheiro pra planejar os próximos meses quanto mais saber o que vai ser do resto da sua existência. Quando olha em volta, parece que todo mundo já desvendou o segredo de ser adulto, menos você. Resumindo: minha vida.

Frances Ha

 No início do filme, Frances, protagonista, mora com sua ~melhor amiga~, Sophie. Essa amizade (e as moradias da Frances) tem muitas, muitas reviravoltas até o desfecho. No final, todo mundo acha bonitinho como o “amor verdadeiro” da Frances é a Sophie. Mas, me desculpe se ofendo alguém, Sophie é uma BITCH!

Durante todo o filme, Sophie apenas se aproveita da Frances enquanto sua amizade for conveniente, enquanto não tem outra pessoa, outros planos. Frances, boa e otimista, realmente ama Sophie, acredita nessa amizade, faz tudo por ela, sem perceber que é apenas uma muleta para a “amiga”.  Sem qualquer consideração, Sophie toma decisões que implicam diretamente na vida de Frances sem sequer consultá-la. Depois abandona totalmente Frances, a ponto de nem contar que irá se mudar para o outro lado do mundo ou se casar. Mas, depois de tudo isso, quando está confusa e infeliz, a quem ela recorre?

E essa é exatamente a parte do filme onde isso está mais claro: quando Frances corre atrás do carro em que Sophie está, no meio da rua. Sophie nem mesmo olha pra trás; depois de se recuperar, simplesmente descarta a amiga.

Frances Ha
#falsiane
 
Frances é independente, desafiadora e  – não destemida, mas – corajosa. (E é por isso que aquele carinha só a chama de “inamorável”, tem uma óbvia atração por ela, no entanto se sente claramente ameaçado. #MachistinhaInseguroDetected mas isso seria assunto pra outro post, porque dá muito o que falar.) Frances é tudo que Sophie não tem coragem de ser.

Esse é um filme sobre amizades nocivas e pessoas mal-resolvidas. A amizade de Frances pela Sophie não é linda, migos. Porque não é correspondida, é unilateral. Been there, done that. O olhar que a Frances tanto queria, no fim é apenas piedade da Sophie – que nessa história é a única pessoa que realmente merece piedade.

O verdadeiro final feliz da Frances é que ela encontrou o que realmente queria e precisava: ela mesma.

(E gosto de imaginar que assim que o filme acaba ela se dá conta da bitch que a Sophie é e get over it.)

Por favor, internet, parem de dizer que lembra Girls, é uma comparação ofensiva. Girls é uma bosta, pedante, chato pra caralho. Frances Ha é fantástico.

Continue Reading